O que é hiperconvergência em TI? Postado por: AMTI - 10/03/17


A hiperconvergência em TI é um assunto que vem ganhando corpo nos últimos anos. Ela está relacionada ao volume cada vez maior de dados criados e armazenados pelas empresas, mas também às novas demandas dos negócios. Você já ouviu falar neste conceito?

Continue lendo este artigo para entender o que é hiperconvergência em TI e também conhecer os principais benefícios que esta abordagem oferece aos negócios!

O significado de hiperconvergência em TI

O termo “hiperconvergência” se tornou um novo paradigma a respeito do gerenciamento de informações em data centers, especialmente a partir da popularização da computação em nuvem nos últimos cinco anos.

Tecnicamente falando, trata-se de um modelo de TI que integra tudo em um só lugar: servidores, armazenamento e componentes de rede. Com ele, todas as possibilidades envolvendo computação em nuvem, mobilidade, big data (a chamada terceira plataforma de TI), são exploradas da maneira mais eficiente possível até agora. Também podemos afirmar que a hiperconvergência em TI é um tipo de sistema de infraestrutura com uma arquitetura de software centrado que integra firmemente os recursos acima citados a partir do zero em um hardware suportado por um único provedor.

Este conceito é uma evolução da concepção de infraestrutura convergente, que é, basicamente, uma abordagem para gestão de data center que busca minimizar, simultaneamente, problemas de compatibilidade entre os servidores, sistemas de armazenamento e dispositivos de rede, reduzindo os custos de cabeamento, refrigeração, energia e espaço.

Não é à toa que muitos especialistas dizem que a hiperconvergência é “a última palavra” quando se fala em reduzir custos custos com data center. Este conceito está em total sinergia com o momento de comoditização da TI, ou seja, a alta concorrência entre fornecedores que agora têm de lidar com a democratização da tecnologia da informação na nuvem. Ele direciona os princípios da convergência para um um nível mais avançado em virtualização e armazenamento de dados de alta performance.

Os benefícios que a hiperconvergência em TI traz aos negócios

Uma infraestrutura hiperconvergente oferece diversos benefícios para as organizações. Isso porque capacita os executivos de negócios a criar soluções de baixo custo para as necessidades imediatas dos negócios.

Além disso, ela libera os profissionais dos departamentos de TI para se concentrarem nos objetivos empresariais, simplifica o data center, reduz significativamente o custo total de propriedade (TCO), elimina os tradicionais silos de dados, além de simplificar a organização e a gestão de TI. Em poucas palavras, permite que as empresas usem a tecnologia da informação de uma forma ainda mais estratégica e inovadora.

Com mais detalhes, citamos a seguir 7 vantagens que a hiperconvergência em TI traz para as empresas:

1. Eficiência de dados

Uma infraestrutura hiperconvergente auxilia na redução de armazenamento, largura de banda e requisitos IOPS, entre outras coisas.   

2. Mobilidade

Como está fortemente baseada na nuvem, a hiperconvergência também permite que as empresas forneçam mais mobilidade nas cargas de trabalho e aplicações.

3. Eficiência e escalabilidade

Sendo uma abordagem escalável e baseada em unidades de desenvolvimento, a infraestrutura hiperconvergente permite que o departamento de TI expanda suas capacidades por meio da adição de unidades.

As soluções hiperconvergentes têm uma proporção de etapa significativamente menor, ou seja, os custos iniciais se tornam menores, além de reduzir o tempo de utilização completa dos recursos adicionados na expansão. Isso diferencia a infraestrutura hiperconvergente de produtos de sistemas integrados, que normalmente exigem investimentos mais altos.

4. Segurança dos dados e ganho de disponibilidade

Apesar de não ser uma tarefa muito simples, proteger os dados corporativos é cada vez mais importante. No entanto, muitas organizações fazem apenas o mínimo para manter seus dados sensíveis e sigilosos protegidos (em razão dos custos e da complexidade envolvida).  

Nos ambientes hiperconvergentes, o backup e a recuperação de desastres são embutidos, ou seja, fazem parte da infraestrutura, não são adições vindas de terceiros.

Além disso, uma infraestrutura hiperconvergente permite níveis maiores de disponibilidade do que normalmente se consegue em sistemas legados.

5. Centralização das máquinas virtuais

A infraestrutura hiperconvergente também foca nas máquinas virtuais ou nas cargas de trabalho como pilares da TI organizacional. Isso quer dizer que todas as construções de suporte giram em torno de MVs individuais.

6. Automação facilitada

A automação é um dos componentes principais do data center definido por software e caminha juntamente da hiperconvergência. Quando todos os recursos são realmente combinados e quando as ferramentas de gestão centralizada estão no lugar certo, a funcionalidade administrativa inclui oportunidades de agendamento, bem como opções de script.

Além disso, a TI não precisa se preocupar em tentar criar estruturas automatizadas com hardware de diferentes fabricantes ou linhas de produtos. Tudo está encapsulado em um único ambiente.

7. Agilidade otimizada

Se os ambientes legados forçam a TI a implementar inúmeros recursos para resolver as necessidades dos líderes de negócios, a infraestrutura hiperconvergente permite o alcance de resultados positivos muito rapidamente. Isso se dá porque todos os recursos, em todos os data centers físicos, ficam concentrados na mesma estrutura administrativa.

Outro ponto importante é que a migração de cargas de trabalho em um ambiente hiperconvergente é fácil, especialmente em uma solução que permite a desduplicação consistente como parte essencial de sua oferta. Logo, dados reduzidos são muito mais fáceis de serem administrados e trabalhados, o que não acontece com dados completamente expandidos.

A hiperconvergência em TI veio para ficar — e exige qualificação

Agora que você já sabe o que é hiperconvergência em TI e quais são seus benefícios mais significativos para as empresas, vamos fazer uma reflexão acerca das mudanças que ela exige também por parte dos profissionais de TI.

Por mais que ela venha para simplificar o dia a dia das operações de tecnologia, ela exige a implementação de um monitoramento de longo alcance para manter a visibilidade das aplicações. Assim, um bom conselho é a busca de um fornecedor que tenha máxima experiência no assunto e possa auxiliar na migração do ambiente convergente para o hiperconvergente. Isso ajudará a vencer os primeiros desafios e solucionar as dúvidas naturais que aparecerão.

Gostou de aprender sobre a hiperconvergência em TI? Então, leia agora algumas dicas para escolher um bom provedor de nuvem!



Comentários