Descubra as vantagens da Internet das coisas nas empresas Postado por: AMTI - 17/07/17


Uma maneira simples de entender a internet das coisas é observando a forma com que as pessoas estão lidando com dinheiro. Transações que antes eram executadas apenas pessoalmente, passaram a ser feitas através do computador, depois pelo smartphone e agora por meio dos relógios inteligentes.

Percebe como aparelhos que antes tinham uma função específica, receberam upgrades que os permitem se conectar na internet e fazer muito mais tarefas? Até 2020, a internet das coisas terá 30 bilhões de objetos conectados, com projeções para gerar até US$ 1.7 trilhão e isso vai mudar muito a vida das pessoas.

Mas, quais vantagens a internet das coisas tem para oferecer às empresas?

Conquistando o mercado

Cada vez mais empresas estão implantando a internet das coisas em suas rotinas. De acordo com a PWC, os investimentos mais expressivos são divididos entre os seguintes setores:

- 33% das empresas de mineração
- Utilidades (32%)
- Automotiva (31%)
- Indústrial (25%)
- Hospitalidade (22%)
- Saúde (20%)
- Varejo (20%)
- Entretenimento (18%)
- Tecnologia (17%)
- Finanças (13%)

Para o setor de mineração, que se destaca como o que mais investe em internet das coisas, o uso da tecnologia já é bastante comum. Máquinas conectadas fazem medições de qualidade dos minérios e são capazes de tomar decisões instantâneas. Sem a necessidade de uma pessoa no local, essas empresas evitam riscos à saúde dos funcionários e aumenta a produtividade da equipe, podendo focar seus esforços em outras atividades.

E para minha empresa?

Assim como as gigantes da mineração, o uso da internet das coisas pode ser muito vantajoso para todo tipo de negócio. A integração entre IoT, TI e mobilidade potencializa a eficiência de atividades operacionais. Um bom exemplo disso, é o gerenciamento de frotas em tempo real, analisando o consumo de combustível, desgaste das peças e até monitorando a conduta dos motoristas. Tudo isso de forma automática, rápida e inteligente.

Além das máquinas, colaboradores também se tornam um grande canal de coleta de informações. Por meio de sensores presentes no ambiente de trabalho, é possível verificar não só sua entrada e saída, mas também verificar se houve afastamento durante o expediente. A internet das coisas permite que o gestor analise se os resultados estão sendo prejudicados ou impulsionados pela rotina da empresa. As possibilidades são infinitas, tudo depende dos seus objetivos. 

Colocando em Prática

Para que a internet das coisas seja uma medida eficiente na empresa, CEO, gerentes e CIO devem estar em sintonia, alinhando os objetivos e valores da empresa à nova tecnologia. O primeiro passo para tornar esse cenário real é investir em tecnologia e focar a TI em inovação. Em outras palavras, você precisa preparar a empresa tanto em estrutura quanto em equipe.

É importante ressaltar que os dados são a matéria-prima da internet das coisas. Por isso, é essencial que a empresa tenha um Data Center preparado para guardar todas essas informações e protegê-las de qualquer incidente. Se esse servidor for hospedado na nuvem, todas essas questões já são resolvidas. Além disso, o Cloud Computing também permite que a sua equipe de TI tenha menos trabalho com manutenção, podendo se dedicar em inovação.

Quer saber mais sobre servidores em nuvem e como eles podem contribuir para uma empresa mais conectada e inteligente? Clique em saber mais e descubra o que está por trás dessa solução.



Comentários